Deixe seu E-mail Para Receber Atualizações e Dicas Quentíssimas Para Proteger Sua Saúde Íntima!

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?

Candidíase - que é e por que coça tanto

Candidíase – que é e por que coça tanto?

 

A maioria das mulheres e alguns homens alguma vez na vida são acometidos pela candidíase.

E para os desavisados, a cândida não é doença, mas sim uma resposta do seu organismo!

Para entender melhor como ela ataca seu corpo, em especial na região da vagina e do pênis ou até na boca… É preciso compreender melhor o assunto para curar o problema da candidíase!

E como saber se estou com candidíase?

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?

 

Para a maioria dos casos o diagnóstico pode ser dado na consulta.

Mas o médico pode querer colher conteúdo para amostra.

Então, poderá fazer uma raspagem (sem dor) do órgão genital para uma análise mais precisa em laboratório.

 

Por que eu estou com candidíase?

80% da população possui cândida.

Ela existe dentro de nosso corpo (dentro do trato intestinal) e numa pequena quantidade na pele.

Isso acontece mesmo quando não apresenta nenhum sinal de incômodo.

O problema ocorre quando o sistema imunológico masculino ou feminino se debilita.

Então, esses fungos se proliferam e ganham força, causando problemas na vagina ou no pênis.

O uso prolongado de alguns medicamentos como antibióticos, também podem alterar a flora natural e assim, um processo de inflamação acontece produzida pela cândida.

A candidíase só surge quando seu corpo já não possui mais o equilíbrio de controlar a população de fungos que fica dentro do seu próprio corpo. O que acaba causando o crescimento desenfreado do problema.

E apesar de não se tratar uma DST, o fungo da cândida pode ser transmitido do homem para a mulher ou vice-versa, através das relações sexuais.

Nesse caso se o parceiro sexual também estiver com a imunidade baixa, pode ter o problema.

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?


Onde a candidíase pode afetar?

A inflamação normalmente afeta regiões como:

  • Boca
  • Pele
  • Vagina
  • Pênis.
  • Ânus.

E em casos mais graves, pode atingir outras partes dos órgãos internos, como:

  • Esôfago.
  • Rins
  • Laringe
  • Coração.
  • E até mesmo, o sistema nervoso central.

Daí já dá para ver que é um problema sério e se não for tratado pode causar prejuízos intensos a saúde!

 

A Transmissão 

Mesmo não sendo considerada uma DST, a candidíase pode ser adquirida por contato sexual.

Isto é, uma relação sem os devidos cuidados de prevenção pode desencadear o contágio para o parceiro.

Portanto, é recomendado tratamento para o casal…

Mesmo que o parceiro não demonstre nenhum tipo de sintomas causada pelo fungo da cândida. 

O beijo também é um veículo de transmissão

 

Quem é mais suscetível a pegar, homem ou mulher?

As mulheres geralmente são as mais fáceis de ter candidíase.

Visto que a umidade e a temperatura da vagina pode estimular a proliferação.

Mas existem alguns grupos de risco que sofrem com maior intensidade, como:

  • Diabéticos.
  • Uso frequente de fraldas, sejam bebês ou adultos.
  • Pessoas com má higiene.
  • Pessoas que usam antibióticos.
  • Pessoas com DST ou AIDS.
  • Pessoas que fazem quimioterapia.
  • Pessoas que usam drogas.
  • Pessoas que sofrem de alterações hormonais.

 

Tratamento com remédios

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?

 

O tratamento pode ser feito com o uso de medicamentos como as pomadas ou gel para aplicação intra vaginal e nas regiões afetadas.

Também em comprimidos para uso oral, exemplo:

  • Pomadas antifúngicas de cotrimazol (de 1%) ou miconazol (de 2%).

O uso deve ser estabelecido de acordo com a prescrição do médico. É ele que saberá a necessidade do paciente e o estágio da candidíase no seu corpo.

Na maioria dos casos é usado da seguinte forma:

  • Pomada – aplicar durante 7 dias.
  • Comprimido fluconazol (150 mg) – Tomar duas doses (e 2 para o parceiro) – com 15 dias de diferença de uma para a outra – nos casos mais críticos. Ou, tomar uma dose apenas, nos casos mais leves e não recorrente.




Cremes para candidíase

Existem muitos, mas os melhores são:

  • Creme Miconazole
  • Creme Tioconazole
  • Creme Clotrimazole 
  • Creme Butoconaloze 
  • Creme para candidíase à base de Tioconazol + tinidazol. (Atualmente este tem sido um dos mais recomendados pelos ginecologistas).

 

Sintomas da cândida no homem

 

  • Vermelhidão no pênis.
  • Inchaço do prepúcio.
  • Dor
  • Placas brancas na glande.
  • Corrimento com odor intenso, branco ou amarelado.
  • Pequenas bolhas.
  • Feridas
  • Descamação da pele.

 

Candidíase peniana – o que é?

Assim como o nome sugere, a peniana, se localiza no pênis masculino.

Trata-se de uma infecção e pode até mesmo afetar os meninos.

No começo o homem pode estranhar, mas sua glande pode ficar mais vermelha, sensível, apresentar ardor.

Nesse caso houve incidência de balanite (nome da inflamação), o prepúcio também pode inflamar, nesse caso se chama de inflamação balanopostite por cândida.

A candidíase é um fungo que se coloniza em várias regiões do corpo, principalmente nos órgãos genitais. Mas a boca também pode ser infectada.

O homem que tem candidíase sofre por conta dos desconfortos que ela traz durante a relação sexual.

Pode sentir forte ardência e o pior é a coceira proveniente dela.

Sintomas da cândida no homem

Sintomas da cândida no homem

 

Sintomas da candidíase na mulher

 

  • Coceira
  • Ardor
  • Irritação.
  • Feridas
  • Mau cheiro
  • Prurido
  • Dor ao urinar.
  • Dor ao ter relação.
  • Corrimento vaginal.
  • Vermelhidão dentro dos grandes e pequenos lábios e no canal vaginal.
Sintomas da candidíase na mulher

Sintomas da candidíase na mulher

Candidíase vulvovaginal

Esse tipo trata-se do fungo da cândida que fica na vagina.  Esse problema nas mulheres pode ser recorrente e causar muita frustração e desconforto.

Geralmente a mulher se sente irritada quando está com candidíase. Já que os sintomas são constantes e não dão alívio até que algum tratamento seja usado.

Pior ainda quando o tempo/clima está muito quente, pois as bactérias e fungos adoram o calor.

Isso causa mal-estar ainda maior. Já que a medida em que a mulher caminha sente coceira, ardor e estresse causados pelo incômodo da doença.

Nesse caso, é importante tomar uma ducha ou fazer um assento com bicarbonato de sódio.

Isso irá ajudar a equilibrar o PH da vagina, diminuindo a coceira e o ardor.

 

Candidíase vaginal recorrente

Pois é, infelizmente 5% das mulheres possuem ao longo do ano casos de repetição.

É chamada recorrente quando num período de 12 meses houver incidência de mais de 4 vezes.

Geralmente elas podem retornar quando:

  • a paciente não esteja se dando bem com a medicação utilizada,
  • quando seu corpo já adquiriu certa resistência a ação medicamentosa ou
  • quando algum problema interno está ocorrendo dando força a candidíase.

 

Algumas pessoas costumam dizer que conhecem o problema como micose de candidíase, por se tratar de uma infecção fúngica.

Em uma boa parte dos casos, quando há incidência ou reincidência de cândida, indica um desfuncionamento orgânico. Que pode representar problemas com a glicose, taxa de açúcar no sangue ou até diabetes mellitus que o paciente ainda não tenha identificado ou constatado esse problema.

CANDÍDIASE – o que é e por que coça tanto?

 

Candidíase oral ou sapinho em bebê/ sapinho na língua

Você já leu bastante informações a respeito da candidíase, e agora chega a vez do sapinho.

Sim, esse é também o nome dado para as pessoas que estão com proliferação da cândida na boca.

Esse tipo de candidíase ocorre quando a pessoa tem muitos fungos da cândida na região bucal.

Muito comum e encontrado em recém-nascidos e em adultos que estão com o sistema imunológico debilitado.

Pode ter como causa as viroses, gripes, ou patologias contínuas e que não possuem cura, como é o caso da diabetes e HIV.

O paciente com candidíase oral tende a sentir ardência na boca e garganta, dificuldades para engolir alimentos e dor.


Candidíase oral pega?

Sim. Se por acaso, o parceiro/a estiver com candidíase na região íntima ou até mesmo na boca e você fizer sexo oral ou beijá-lo…

Será muito provável que fique com candidíase bucal desta forma.

A inflamação ocasionada pela candidíase oral, pode ocorrer desde as bochechas e gengivas, até a garganta.

Isso trará muito incômodo e uma aparência feia dessas regiões, com cores brancas ou amareladas.

 

 

Tratamento para candidíase Oral

  • É importante usar enxagues antifúngicas,
  • Além de utilizar creme de Nistatina apropriada para a boca,
  • Escovar a boca 3 vezes por dia e sempre depois das refeições.
  • Evitar comer alimentos gordurosos e açucarados.

 

 

Benefícios de usar o bicarbonato de sódio:

Este é um maravilhoso tratamento natural para quem sofre de candidíase.

Já que o banho de assento com o bicarbonato ajuda a alcalinizar o pH vaginal mantendo-o dentro do que é indica pela saúde de ginecologia.

Ou seja, em 7,5 de pH, dessa maneira a cândida é bloqueada temporariamente em sua proliferação.

 

Como usar o bicarbonato de sódio para aliviar os sintomas da candidíase?

Você vai precisar de:

  • 1 litro de água morna.
  • 1 colher de sopa de bicarbonato de sódio (pode ser comprado em farmácia).

Modo de preparo:

Agora é hora de misturar os ingredientes.

  • Pegue a água e despeje em uma bacia grande que dê para sentar.
  • Adicione a colher de sopa de bicarbonato de sódio e misture.

 

Primeiramente lave a vulva em água corrente e só depois sente na bacia e fique por cerca de 15 a 20 minutos.

Você não precisa esfregar a região, basta ficar sentada.

Caso não encontre o bicarbonato pode usar também o citrato de potássio, pois ele possui o mesmo objetivo.

O recomendado para candidíase leve é o assento de duas vezes por dia.

Já para aqueles que estão com candidíase recorrente (ocorridas mais de 4 x ao ano), deve fazer o asseio mais vezes.

Pode também, tomar de 6 em 6 horas o bicarbonato de sódio 650 mg dissolvido em água filtrada.

 

Como evitar a candidíase

Ter candidíase não é nada bom e logo quando você percebe estar com ela, quer buscar alternativas que ajudem a aliviar os sintomas…

E se possível, descobrir como acabar com o problema.

Então, é bom evitar:

  • Ficar muito tempo com roupas íntimas molhadas, seja biquíni, calcinha ou cueca e bermuda/ sunga de banho.
  • Roupas apertadas.
  • Absorvente interno.
  • Ducha vaginal.
  • Relação sem camisinha ou com muitos parceiros diferentes.
  • Após evacuação, é preciso limpar-se com papel higiênico no sentido da vagina para o ânus e preferencialmente lavar-se após isso.
  • Usar calcinha e cueca preferencialmente de algodão.

Como você pode conferir, há muito o que saber sobre candidíase e por isso, se faz necessário um bom estudo do assunto.

Outra coisa que deve ser evitada a todo custo são os sabonetes íntimos.

Muitas mulheres relatam que tiverem candidíase a partir do uso frequente deles.

Alguns ginecologistas recomendam parar o uso do mesmo.

Apesar de não existir comprovação de que estes sabonetes estimulem o problema, em todo caso, o sabonete normal é suficiente para higienizar essa parte.

Outro ponto a destacar ainda sobre a questão da higiene e que tem relação com a candidíase é que o excesso de higiene íntima pode prejudicar. Tem a ver quando a mulher tende a lavar demais a região da vulva, friccionando demais essa pele e esfregando muito sabonete.

Isso pode ocasionar numa perda lipídica da região, ou seja, isso pode causar uma desidratação e perda da proteção cutânea.

 

CANDIDÍASE TEM CURA?

Existem muitas pomadas ginecológicas para tratar a cândida, bem como existem muitos comprimidos que também ajudam.

O real problema é que isso não garante a cura para a cândida.

Você começa a fazer o tratamento para sentir alívio dos sintomas e ver o problema sumir.

Porém, logo depois de alguns meses ele pode voltar e pior ainda do que antes!

Aí vira uma verdadeira guerra…

Entre você que tenta ficar saudável e livre da cândida e o fungo tentando a todo modo se alastrar e persistir em seu corpo…

Trazendo consigo todos os incômodos.

A questão toda envolve muito mais do que essa ação medicamentosa realizada por substâncias.

Você já se imaginou curada definitivamente da candidíase?

Seria uma maravilha, não é mesmo?

Pois bem, existe sim um  TRATAMENTO EFICIENTE QUE CURA A CÂNDIDA e que funcionará de verdade para você!

Faça como muitos pacientes que já não encontravam solução para o problema da cândida. 

Se você acessou todo esse conteúdo, é provável que convive com essa agonia.

Então, mais do que ninguém, você sabe e conhece o sofrimento de estar com candidíase. Portanto, não espere o problema se alastrar ainda mais.

Se seu corpo já não tem os resultados esperados com os tratamentos convencionais.

Se você já foi para vários ginecologistas e nada de sucesso.

E por isso você quer um tratamento natural sem as contra indicações e efeitos colaterais dos remédios.

Então, convido você para conhecer esse conteúdo sobre a cura da cândida!

E Então, você acha que o que acabou de ler merece ser compartilhado? Lembre-se, Compartilhar é se importar com quem você gosta. Mostre para uma pessoa que você gosta que se importa com ela.
Compartilhe esse conteúdo!

candidíase

 

 

 

 

 

Deixe seu E-mail Para Receber Atualizações e Dicas Quentíssimas Para Proteger Sua Saúde Íntima!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Importante
Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.