Deixe seu E-mail Para Receber Atualizações e Dicas Quentíssimas Para Proteger Sua Saúde Íntima!

Candidíase Masculina – Como e porque também afeta os homens

Candidíase Masculina

Candidíase Masculina

Alô, homarada de plantão! Ou mulherada preocupada com os homens de suas vidas. Hoje vamos discutir a candidíase no homem, ou seja, quando, como e por que o fungo Candida afeta também a população masculina. Para início de conversa, vamos revisar o que é a candidíase de fato.

Candidíase Masculina, como funciona?

Trata-se de uma doença provocada pelo excesso de reprodução do Candida albicans. É um fungo que existe naturalmente na superfície da pele, sistema gastrointestinal e flora vaginal em cerca de 80% das pessoas.

Ter o fungo no seu corpo não significa necessariamente que você está com a candidíase, porque o nosso sistema imunológico se encarrega de manter a população controlada.

O que pode acontecer de vez em quando é que, quando acontece uma baixa da nossa imunidade, os fungos enxergam uma oportunidade e vão se reproduzindo, se reproduzindo… Até começarem a nos causar desconfortos.

É mais comum que a candidíase afete as mulheres, mas também é possível atingir os homens.

Para que isso aconteça, o homem precisa entrar em contato direto com os fungos os quais estão causando problemas na mulher, o que geralmente acontece durante uma relação sexual desprotegida.

Porém, ainda assim, é necessário que o sistema imunológico do homem não consiga eliminar essa comunidade extra de fungos que apareceu no pênis.

Então, além de entrar em contato com os fungos, o homem ainda precisa estar com a imunidade debilitada para “conseguir” desenvolver a candidíase.

A partir do momento que acontece com um homem, a doença também pode ser conhecida como balanite, porque ocorre uma inflamação na glande (cabeça do pênis).

Fatores de risco da candidíase masculina

Os fatores de risco para que um homem tenha a doença são: O diabetes, manter relações sexuais com parceiras que tenham episódios recorrentes de candidíase, tratamento com antibióticos. Isso porque o medicamento só mata bactérias, que são micro-organismos os quais disputam alimentos com os fungos. Uma vez que as bactérias somem, os fungos fazem a festa.

Outros fatores de risco podem ser:

  • má higiene íntima dos homens,
  • doenças imunossupressoras,
  • quimioterapia e outros tratamentos que danificam a imunidade,
  • desnutrição e
  • uso de drogas pesadas.

Sintomas e tratamento da candidíase no homem

Os sintomas para os homens se assemelham um pouco aos das mulheres:

  • dor,
  • inchaço,
  • vermelhidão e
  • coceira.
Candidíase Masculina

Candidíase Masculina

As placas brancas que aparecem na candidíase oral também podem fazer presença no pênis. E pode também,  surgir lesões, úlceras, bolhas, feridas e descamações. Depois do ato sexual é possível que o homem sinta uma ardência.  Em alguns casos um corrimento purulento desce pela uretra.

O tratamento é o mesmo disponibilizado para as mulheres. Medicamentos via oral, no caso o fluconazol, ou então cremes e pomadas antifúngicos. Há também, a possibilidade de combinar ambas as opções.

Deixe seu E-mail Para Receber Atualizações e Dicas Quentíssimas Para Proteger Sua Saúde Íntima!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Importante
Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ao continuar navegando neste site, você concorda com o uso de cookies.